BLOG CONTEÚDO



A importância da avaliação e acompanhamento psicológico para candidatos à cirurgia bariátrica

A cirurgia bariátrica, vem sendo considerada uma alternativa efetiva no manejo da obesidade. 

Para ser considerado candidato à cirurgia bariátrica é necessário que seu índice de massa corporal (IMC) seja maior que 40 kg/m² e ter havido tratamento clínico prévio insatisfatório por pelo menos 2 anos ou ter IMC de 35 kg/m² associado a doenças relacionadas à obesidade como diabetes, hipertensão arterial, patologias cardiovasculares, apneia do sono, colesterol alto, insuficiência respiratória entre outros.

A cirurgia oferece benefícios que vão além da perda significativa de peso, inclui redução das comorbidades associadas à obesidade, remissão de sintomas de depressão e ansiedade, melhora na autoestima e imagem corporal, funcionamento sexual, aumento do nível de atividade e redução do sedentarismo e otimiza a qualidade de vida do indivíduo submetido a cirurgia.

A ocorrência cada vez mais frequente de sobrepeso e obesidade está relacionada à oferta abundante de alimentos de elevado valor calórico e de rápido consumo (fast food), bem como a vida cotidiana cada vez mais sedentária, contrasta com um ideal cultural de magreza socialmente imposto, que pode influenciar substancialmente a adoção de atitudes e comportamentos relacionados ao corpo.

Com o crescimento no número de procedimentos bariátricos, a atuação do psicólogo, no campo da avaliação pré-operatória e no acompanhamento pré e pós-cirúrgico se tornou essencial.

O psicólogo e/ou o psiquiatra que integram a equipe responsável pela avaliação multidisciplinar pré-operatória, devem estar atentos para a ausência de uso de substâncias, bem como de quadros psicóticos ou demenciais. Também são esses profissionais os responsáveis em certificar de que o paciente possui nível intelectual e cognitivo de compreensão acerca dos riscos da operação e cuidados inerentes a esse procedimento no período do pós-operatório imediato e em longo prazo.

Para determinar a aptidão de um candidato à cirurgia bariátrica, diferentes aspectos da vida do paciente são avaliados pelos psicólogos. Os fatores psicossociais merecedores de atenção e deverão ser observados são: compreensão do paciente quanto à operação e as mudanças de estilo de vida necessárias; expectativas quando aos resultados; habilidade de aderir às recomendações operatórias; comportamento alimentar (histórico de peso, dietas, exercício físico); comorbidades psiquiátricas (atuais e prévias); motivos para realizar o procedimento cirúrgico; suporte social; uso de substâncias; status socioeconômico; satisfação conjugal; funcionamento cognitivo; autoestima; histórico de trauma/abuso; qualidade de vida e ideação suicida.

O uso da nicotina pode adiar a aprovação do candidato à cirurgia bariátrica, sendo recomendado psicoterapia no pré-operatório.

Dentre as comorbidades que inabilitam o candidato, num primeiro momento, podemos citar o abuso e dependência de substâncias e álcool, transtornos alimentares, transtornos psicóticos, transtornos obsessivo – compulsivo, depressão e tentativas de suicídio.

Quando houver a presença destas comorbidades na avaliação psicológica, é recomendado a psicoterapia para amenizar essas comorbidades para poder posteriormente se submeter a nova avaliação psicológica.

Cerca de 50% das pessoas com depressão apresentam sintomas de ansiedade e são processos inter-relacionados. Vivências estressoras estão implicadas na etiologia tanto da ansiedade quanto da depressão. Há correlações fisiológicas entre o funcionamento da depressão e da ansiedade e estresse, produzindo efeito similar no cérebro. Por sua vez, o estado emocional interage com o comportamento alimentar, buscando regulação e equilíbrio dos sistemas. Mas não se tem clareza por que algumas pessoas, diante de emoções intensas, restringem sua ingestão alimentar, enquanto outras aumentam, ingerindo especialmente alimentos doces e ricos em calorias.

O estresse, cada vez mais presente no contexto social, evidencia - se como um fator que pode desencadear um aumento na ocorrência de compulsões alimentares. A explicação biológica para isso seria que, durante situações estressantes, o cortisol é liberado, estimulando a ingestão de alimentos e o aumento do peso.

A autopercepção de excesso de peso corporal, usada como uma forma de expressar insatisfação com o corpo, poderia levar a um transtorno alimentar a partir da indução ao uso de dietas restritivas ou desencadeando emoções negativas relacionadas à baixa autoestima.

O episódio de compulsão alimentar (ECA), é caracterizado pela ingestão de grande quantidade de alimentos em um período de tempo delimitado (até 2 horas), acompanhado da sensação de perda de controle sobre o que ou o quanto se come. A compulsão alimentar é um comportamento eventual, que pode não apresentar incômodo ao indivíduo, somente quando houver frequência e trouxer grande desconforto, é necessário acompanhamento psicológico.

Já o Transtorno Alimentar Periódico (TAP) é definido igual à compulsão alimentar, porém difere e caracteriza o diagnóstico é que esses episódios devem ocorrer pelo menos dois dias por semana nos últimos seis meses, associados a algumas características de perda de controle. As distorções da imagem corporal, distorções cognitivas e práticas purgativas mantêm e perpetuam o Transtorno Alimentar Periódico.

Após verificar a influência destas comorbidades e o candidato estando apto para a cirurgia, o psicólogo deverá dar continuidade ao processo, devendo estar presente na equipe multidisciplinar no pré e pós – operatório.

No pré – operatório a preparação psicológica também é importante nesta fase, é fundamental que o paciente comece a se conscientizar da nova realidade que lhe acometerá, das mudanças que estão por vir. Quanto mais cedo o paciente começar a entender como será sua nova vida, melhores serão suas chances de bons e mais rápidos resultados.

Neste período questões ligadas ao emocional e a autoimagem começam a ser trabalhadas. Essas questões podem levar o paciente ao isolamento social e a mais uma série de situações que interferem diretamente na qualidade de vida delas.

É fundamental também entender os hábitos alimentares do paciente, isso ajuda a compreender melhor como ele adquiriu tanto peso, e quais serão os principais pontos psicológicos a serem trabalhados depois da cirurgia.

Entre as recomendações pré-operatórias estão presentes a diminuição ou eliminação do vício do cigarro. Isso fará com que as chances de problemas pulmonares no período pós-operatório diminuam. Além disso, reduzindo o consumo do cigarro a oxigenação dos tecidos aumentará e a capacidade de cicatrização também será melhor.

A Cirurgia Bariátrica é um procedimento muito invasivo, que gera muita dor e incômodo. O processo de recuperação é lento e o paciente deverá adotar novos hábitos e comportamentos que deverão ser seguidos criteriosamente. Por ser uma cirurgia muito delicada, é também muito restritiva, pois no período posterior a cirurgia, não poderá num prazo de 2 anos engravidar, fazer cirurgias plásticas ou tatuagem na região abdominal.

O período pós-operatório, é uma fase complicada, onde mudanças físicas acontecerão sem a escolha do paciente como, por exemplo, a capacidade de ingestão de alimentos que diminui. É comum que muitas pessoas se sintam confusas e desamparadas nessa fase, muitas vezes chegando a desistir de continuar o tratamento, devido às dificuldades diárias encontradas.

Ocorre também, que em pouco tempo, o paciente começará a perder muito peso de maneira rápida, e junto com a animação pelo emagrecimento poderão surgir alguns problemas.

Muitas pessoas que realizam o procedimento bariátrico sofrem com problemas como queda de cabelos, unhas quebradiças e o mais perigoso de todos, distúrbios de autoimagem.

Por isso, um acompanhamento psicológico é tão importante nessa fase. Ele ajuda o paciente a entender melhor as mudanças que estão acontecendo com seu corpo, as alterações necessárias em sua rotina e como tudo isso impactará no seu dia a dia, além de manter o paciente motivado a dar continuidade ao tratamento.

O tratamento psicoterápico no pós-cirúrgico tem como objetivo auxiliar o paciente a lidar com as dificuldades que vão muito além da sua forma corporal, por exemplo implementando programas de prevenção de recaída, treinamento e identificação de emoções negativas e situações de risco para ingestão inadequada e a psicoeducação do paciente sobre as mudanças implicadas à cirurgia bariátrica, oferecer apoio psicológico e preparar o candidato para as mudanças comportamentais exigidas na fase pós-operatória.

Assim, podemos concluir que a importância de se fazer uma boa avaliação psicológica e o acompanhamento psicológico no pré e pós- operatório proporciona uma maior otimização no sucesso da operação e um melhor bem- estar da saúde do paciente.

POSTS RECENTES

14 Janeiro 07 Janeiro 31 Dezembro 24 Dezembro 17 Dezembro 10 Dezembro 03 Dezembro 26 Novembro 19 Novembro 12 Novembro 05 Novembro 29 Outubro 22 Outubro 15 Outubro 08 Outubro 01 Outubro 24 Setembro 17 Setembro 10 Setembro 03 Setembro 27 Agosto 20 Agosto 13 Agosto 06 Agosto 30 Julho 23 Julho 16 Julho 09 Julho 02 Julho 25 Junho 18 Junho 08 Junho 04 Junho 28 Maio 21 Maio 14 Maio 30 Abril 23 Abril 16 Abril 09 Abril 02 Abril 26 Março 19 Março 12 Março 05 Março 27 Fevereiro 20 Fevereiro 13 Fevereiro 06 Fevereiro 30 Janeiro 23 Janeiro 16 Janeiro 09 Janeiro 02 Janeiro 26 Dezembro 19 Dezembro 12 Dezembro 05 Dezembro 28 Novembro 21 Novembro 14 Novembro 07 Novembro 31 Outubro 24 Outubro 17 Outubro 10 Outubro 03 Outubro 26 Setembro 19 Setembro 12 Setembro 05 Setembro 29 Agosto 22 Agosto 15 Agosto 08 Agosto 01 Agosto 25 Julho 18 Julho 11 Julho 04 Julho 01 Julho 27 Junho 20 Junho 13 Junho 11 Junho 06 Junho 30 Maio 23 Maio 16 Maio 09 Maio 02 Maio 25 Abril 18 Abril 11 Abril 11 Abril 04 Abril 28 Março 21 Março 14 Março 07 Março 28 Fevereiro 21 Fevereiro 14 Fevereiro 11 Fevereiro 07 Fevereiro 31 Janeiro 28 Janeiro 24 Janeiro 17 Janeiro 10 Janeiro 03 Janeiro 27 Dezembro 20 Dezembro 13 Dezembro 06 Dezembro 29 Novembro 22 Novembro 15 Novembro 08 Novembro 25 Outubro 18 Outubro 11 Outubro 04 Outubro 27 Setembro 18 Setembro 06 Setembro 30 Agosto 23 Agosto 16 Agosto 09 Agosto 02 Agosto 30 Julho 26 Julho 19 Julho 12 Julho 05 Julho 28 Junho 21 Junho 14 Junho 07 Junho 31 Maio 24 Maio 17 Maio 10 Maio 03 Maio 26 Abril 19 Abril 12 Abril 05 Abril 03 Abril 27 Março 20 Março 19 Março 13 Março 06 Março 27 Fevereiro 22 Fevereiro 20 Fevereiro 13 Fevereiro 06 Fevereiro 30 Janeiro 23Jan 16Jan 09Jan 02Jan 26Dez 19Dez 12Dez 05Dez 28Nov 21Nov 14Nov 07Nov 31Out 24Out 17Out 10Out 03Out 26Set 19Set 29Ago 24Ago 22Ago 15Ago 08Ago 01Ago 25Jul 18Jul 11Jul 29Jun 22Jun 15Jun 06Jun 30Mai 23Mai 16Mai 09Mai 02Mai 25 Abr 18 Abr 11Abr 04 Abr 28 Mar 16 Mar 09 Mar 02 Mar 23 Fev 23 Fev 16 Fev 10 Fev 08 Fev 02 Fev 31 Jan 24 Jan 20 Jan 17 Jan 13 Jan 03 Jan 27 Dez 21 Dez 19 Dez 16 Dez 13 Dez 07 Dez 28 Nov 23 Nov 21 Nov 08 Nov 04 Nov 31 Out 27 Out 24 Out 20 Out 17 Out 11 Set 05 Set 30 Set 26 Set 19 S 14 Set 12 Set 05 Set 02 Setembro 03 Agos29 26 Agosto 24 Agosto 22 Agosto 19 Agosto 17 Agosto 15 Agosto 11 Agosto 08 Agosto 03 Agosto 01 Agosto 29 Julho 27 Julho 18 Julho 15 Julho 13 Julho 11 Julho 08 Julho 06 Julho 04 Julho 01Julho 29 Junho 27 Junho 22 Junho 20 Junho 17 Junho 15 Junho 10 Junho 06 Junho 03 Junho 30 Maio 27 Maio 25 Maio 23 Maio 13 Maio 11 Maio 09 Maio 06 Maio 04Maio 02 Maio 29Abril 27Abril 25Abril 22Abril 20Abril 18Abril 15Abril 13Abril 11Abril 08Abril 06Abril 04Abril 01Abril 30Março 28Março 23 Março 21 Março 18 Março 16 março 14 Março 11 Março 09 Março 07 Março 04 Março 02 Março 29 Fevereiro 26 Fevereiro 24 Fevereiro 22 Fevereiro 19 Fevereiro 17 Fevereiro 15 Fevereiro 12 Fevereiro 05 Fevereiro 01 Fevereiro 29 Janeiro 27 Janeiro 25 Janeiro 22 Janeiro 20 Janeiro 18 Janeiro 15 Janeiro 13 Janeiro 11 Janeiro 08 Janeiro 21 | Dezembro 18 | Dezembro 16 | Dezembro 14 | Dezembro 11 | Dezembro 09 | Dezembro 07 | Dezembro 02 | Dezembro 26 | Novembro 11 | Novembro 11 | Novembro 06 Janeiro 04 Janeiro 03 Fevereiro 28 Set